Vida após a quarentena: você está pronto para retomar?

0
 

Post by: Daisy Blanchard | Click here to read in English.

Após 4 meses em quarentena, grande parte do mundo começou a retornar lentamente. Com uma nova maneira, novas restrições e novos regulamentos. Mas você está pronto para retomar? Quais foram suas lições aprendidas durante a quarentena? Esta pandemia global ou, como gosto de chamá-la, esta “pausa universal” obrigou-nos a ficar em casa. Isso nos deu a oportunidade de refletir. Pudemos avaliar o que está funcionando e o que não está. O que precisa ser melhorado na família, no trabalho e no lazer?

Reset Button Miami Mom Blogger Daisy Blanchard
Reset with Intention

Essas últimas 16 semanas tiveram momentos positivos e negativos.

Decidi usar esse tempo de quarentena como um convite para refletir, antes de apertar o botão para reconfigurar. Concentrei-me em uma abordagem holística. Fiz um inventário pessoal onde contemplei o estado do meu corpo, mente e espírito. Criei um boletim para mim e minha família revisarmos. Este boletim “RECONFIGURAR”, serviu para nos responsabilizarmos nas áreas em que cada um de nós precisa agir para nos tornarmos melhores.

Foi revelador perceber as áreas de nossa família que precisavam de melhorias. Nos demos o quão importante é a escola na vida dos meus filhos. Revisamos o que fizemos para manter o corpo saudável (exercícios, nutrição, higiene e hidratação). Avaliamos a importância de manter uma programação de exercícios. Manter uma rotina para mover seus corpos era necessário. Especialmente agora que os esportes e os acampamentos de verão foram cancelados. Certificar-se de que os meninos estavam fazendo exercícios diários trouxe benefícios para o corpo físico e saúde mental.

“This Girl Podcast”

Este exercício de reflexão “RECONFIGURAR” foi tão impactante em nossa família, que decidi convidar minha “companheira de quarentena” Gabriela “Gaby” Martinez-Fonts, embaixadora da atenção plena, no “This Girl Podcast” para ter uma conversa intuitiva sobre as lições aprendidas durante esta pandemia global. No episódio 47, discutimos juntos quais realizações e ajustes nós duas estávamos dispostas a fazer antes de apertar o botão de reconfigurar.

Exercícios de reflexão intencional

Tanto Gaby quanto eu abordamos essa “pausa universal” como um momento para refletir sobre o que é mais importante em nossas vidas. Com intencionalidade, ambas decidimos fazer exercícios de reflexão com nossas famílias, a fim de voltar dessa mudança universal com mais propósito e nos tornarmos melhores. Colocando sua experiência em mindfulness em prática com sua própria família, Gaby convidou sua família a refletir sobre três questões principais (seus três filhos participaram – idades de 8, 10 e 12):

  • O que você mais gostou na quarentena?
  • Quais os pontos que você menos gostou na quarentena?
  • O que você deseja manter em nossa família que aprendemos durante a quarentena?

Lições aprendidas

Não foi nenhuma surpresa que nossas famílias compartilharam lições comuns aprendidas durante a quarentena, tais como:

Passe mais tempo com as pessoas que você ama.

O contato e a conexão humana são vitais. Embora as plataformas digitais (mídias sociais e Zoom) tenham sido capazes de facilitar as conexões virtuais, nada pode substituir o toque humano de um abraço ou beijo ou aperto de mão. Tanto nossos filhos quanto nós mesmos percebemos como é fundamental trocar e interagir com o contato humano. As crianças sentem falta de brincar com os amigos e de poder abraçar os avós.

Família em primeiro lugar! Se a casa estiver em ordem, tudo a mais se encaixará.

Tempo de qualidade para a família. As crianças expressaram claramente que depois de sentir saudades dos amigos, o que mais gostaram da quarentena foi não ter pressa o tempo todo e ter noites de cinema com a família. Como pais, isso foi uma percepção do desequilíbrio que existe entre a vida profissional e a vida familiar. Essa pausa foi um presente para estarmos mais “presentes” em suas vidas e como uma família como um todo.

Quanto mais você dá, mais você recebe.

Em tempos de desespero e perda, é lindo testemunhar a humanidade se preparando para ajudar os outros na linha de frente. Desde levar refeições aos profissionais de saúde até entregar pizzas aos necessitados, espalhar gentileza também tem sido contagioso. Mostrar gratidão pelos trabalhadores essenciais dos supermercados e entregar embalagens elevou o coração e o espírito. Isso criou uma consciência ampliada de que unir-se para o bem comum faz a diferença.

Saúde e amor são os principais elementos essenciais.

Menos coisas, mais coisas essenciais. Passar tanto tempo em casa e não sair nos fez perceber que realmente não precisamos de muito. Na verdade, também criou uma consciência da sociedade descartável em que nos tornamos. A quarentena nos fez pensar que precisamos viver de forma simples versus materializar. Mais importante, nos fez perceber que a coisa mais valiosa pela qual todos estamos orando é a nossa saúde. Lembrei aos meus meninos uma citação favorita de um dos meus livros favoritos, O Pequeno Príncipe de Antoine de Saint-Exupéry, “… é apenas com o coração que se pode ver corretamente; O que é essencial é invisível aos olhos.”

Respirar é viver!

Respirar. Esta pandemia realmente destacou o significado principal da respiração. Na prática da consciência plena, da yoga e da meditação, está comprovado que a respiração reduz o estresse e a ansiedade. Eu me peguei dizendo repetidamente para minha mãe, meus meninos e meu melhor amigo para respirar profundamente três vezes para me sentir melhor. Para a maioria de nós (pré-pandemia), a respiração era algo natural. Em quarentena, nos ensinou a usar a respiração como uma ferramenta para nos sentirmos mais vivos e mais presentes. Mesmo que seja para acalmar todas as emoções confusas que estamos sentindo durante este tempo incerto.

Assim que obtivermos a autorização de que é seguro voltar para o novo caminho, minha esperança é que todos nós vamos apertar o botão RESET e usar nossas experiências e lições aprendidas para elevar e evoluir em direção ao aprimoramento de si mesmo e da humanidade. Essa mudança universal pode nos levar a um futuro mais brilhante se estivermos dispostos a fazer o trabalho para viver vidas mais saudáveis, colocar nossa família na linha de frente, focar no essencial e demonstrar bondade para com os outros.

Sintonize o episódio 47 no This Girl Podcast para uma conversa mais divertida sobre as lições aprendidas antes de apertar o botão RESET. Você também pode me seguir no Instagram @pocketfulofdaisy.

Previous articleIron Flask: The Best Back to School Water Bottle
Next articleBloom 2020 Miami: A Celebration of Motherhood
Renata was born in São Paulo, Brazil. She is currently living in the Miami area with her Argentinian husband, Martin, and two sons, Luca (5 yrs) and Matteo (1 yr). With her second pregnancy, she decided to quit her job as product and marketing manager and a receptive tour operator to experience full-time motherhood and all the daily challenges and adventures of a stay-at-home mom. Renata and her family are passionate about travel and learning about other cultures. She loves to spend quality time with her family and make sure they have a fun, healthy, and well-balanced routine. Renata loves sports, riding a bicycle, and outdoor activities. Yoga and meditation are two of her new daily routine activities. Other than that, her passion is to cook great food and see cooking as a wonderful challenge of taking seemingly unrelated items and turning them into something delicious. Follow her on Instagram to get to know her more @renatabrissi.